Tonight in the Weekly Cycle



Quick Start:

Sunday, July 12, 2009

Semana 24: Viver Acima das Preocupações Mundanas


Semana 24: Viver Acima das Preocupações Mundanas

Na semana vigésima quarta os peixes no Perek Shirá reconhecem como a voz de D’us paira acima das águas, faz trovejar, e está sobre muitas águas (Salmos 29:3). Nesta semana, o Povo de Israel celebra Purim, quando lembramos que D’us está conosco durante todas nossas tribulações, mesmo que às vezes de forma escondida.
A expressão “muitas águas” está também no Cântico dos Cânticos, quando o Rei Salomão escreve que nem muitas águas demoveriam o amor por D’us.[1] Estas águas se referem às dificuldades e turbulências relativas a ganhar o próprio sustento, que por maior que sejam, não podem extinguir o amor de um judeu por D’us.[2]
A canção dos peixes fala da voz de D’us que está “acima das águas,” mas os peixes não estão acima das águas, e sim dentro delas. Para conseguir se aproximar desta voz divina, os peixes também precisam de emissários. O papel do emissário se encontra claramente na história de Purim: Esther é emissária de Mordechai e do Povo Judeu junto ao rei. Purim também dá ênfase a vários tipos diferentes de relacionamento e dualidade. Mordechai e Haman são pólos opostos. Esther e Mordechai se complementam para o bem, enquanto que Haman e o rei Achashverosh se complementavam para o mal.
Rabi Dossá ben Harkinás, ensina no Pirkê Avot que o sono (tarde) pela manhã, o vinho ao meio-dia, o tagarelar das crianças, e sentar-se nos locais de reunião dos ignorantes, arrebatam a pessoa do mundo (Cap. III:10). Todos estes atos são enfatizados em Purim de forma positiva! Uma das mitsvot de Purim é alcançar um nível de consciência além deste mundo, de modo a desconhecer a diferença entre “bendito seja Mordechai” e “maldito seja Haman”. Há duas formas de cumprir isso, dormir tarde ou beber durante o dia. Além disso, o papel das crianças na festa de Purim é fundamental, e é enfatizada a confraternização entre judeus de todos os tipos.
Nessa semana, a combinação das sefirot resulta em tiferet shebenetzach, beleza e equilíbrio na redenção, persistência e determinação. Estas qualidades estão muito ligadas a Esther e Mordechai, e a Purim.
Uma lição que extraímos dos peixes é a de que as preocupações não devem tirar a confiança e a fé do ser humano em D’us. Ou seja, nada é empecilho ao relacionamento humano direto com D’us.


[1]  Cap. 8:7
[2]  Ma’amar “Mayim Rabbim” do Alter Rebbe de Lubavitch

No comments:

Post a Comment

DOWNLOAD A FREE COPY OF PEREK SHIRAH HERE!

Blog Archive

Contributors